Proadess 2

Objetivos

Geral

  • Produzir dados em âmbito nacional sobre a situação de saúde e os estilos de vida da população brasileira, bem como sobre a atenção à saúde, no que se refere ao acesso e uso dos serviços de saúde, às ações preventivas, à continuidade dos cuidados, e ao financiamento da assistência de saúde.

    Específicos

  • Coletar informações para avaliar o desempenho do sistema nacional de saúde, no que se refere ao acesso e uso dos serviços de saúde e continuidade dos cuidados;

  • Estimar a cobertura de plano de saúde, dimensionando a população segurada em cada UF;

  • Delinear o perfil de necessidade de saúde, com base na morbidade auto-referida e restrições das atividades habituais;

  • Dimensionar a prevalência de deficientes físicos e intelectuais;

  • Estabelecer parâmetros consistentes para avaliar a capacidade de resposta do sistema de saúde brasileiro frente às necessidades da população;

  • Investigar os estilos de vida da população brasileira em relação aos hábitos de alimentação, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas e prática de atividade física, e os fatores associados aos comportamentos não saudáveis;

  • Estimar a cobertura de exames preventivos de câncer de colo de útero e mama;

  • Dimensionar a exposição da população brasileira aos acidentes de trânsito e às violências;

  • Estimar a prevalência das principais doenças crônicas não transmissíveis e as limitações provocadas pelas doenças;

  • Investigar a atenção fornecida aos doentes diagnosticados com hipertensão, diabetes e depressão, incluindo acesso a medicamentos, exames complementares de diagnóstico e continuidade nos cuidados;

  • Estabelecer os padrões de obesidade da população brasileira e os fatores associados;

  • Delinear o perfil lipídico da população brasileira, com base em exames laboratoriais;

  • Dimensionar o acesso ao diagnóstico de alguns agravos crônicos, tais como hipertensão, diabetes, obesidade, hipercolesterolemia, com base na comparação de medidas objetivas (medidas antropométricas, de pressão arterial e exames laboratoriais) e subjetivas (morbidade auto-referida);

  • Dimensionar a necessidade de cuidados para a realização das atividades habituais entre as pessoas idosas;

  • Avaliar a atenção materno-infantil em relação ao atendimento pré-natal, assistência ao parto e cuidados preventivos e terapêuticos das crianças com menos de 2 anos de idade;

  • Investigar o acesso ao atendimento médico, em diferentes níveis de atenção, em termos do deslocamento geográfico, tempo de espera e dificuldades na obtenção do atendimento, medicamentos, exames complementares de diagnóstico e consultas especializadas;

  • Identificar os determinantes que influenciam a estratificação social das condições de saúde, das exposições a fatores de risco à saúde, bem como a capacidade de resposta do sistema de saúde brasileiro;

  • ©2010 PNS, todos os direitos reservados